Seguidores

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A Idade de Ser Feliz


Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.



Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.



Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores



tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.



Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.


Fonte
. desconheço o autor do poema acima, se alguém conhecer, por gentileza nos comunique.
. imagem retirada por mim Sheila Sampaio Neto.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Trabalhando

Hoje resolvi postar aqui alguns dos trabalhos manuais que eu tenho feito em minha casa, confesso que ao finalizar cada um desses trabalhos eu fico curtindo o resultado e penso que realmente é uma oportunidade que eu tenho de me envolver comigo.

Para quem se interessar e quiser adquirir alguns desses trabalhos e também desenvolver outros projetos, pode entrar em contato comigo pelo e-mail sheila21julho@gmail.com ou pelo tel (027) 9268-6365, você ainda pode acessar o blog ARTEVIDA5 e curtir a página do FACEBOOK/ARTEVIDA55.

Obs.: no final do anúncio você pode verificar outras novidades, para quem mora na grande Vitória/ES pode fazer a retirada em mãos.  
Obrigada a todos, nos encontramos por aí, abraços fraternos.

Porta Recadinho de geladeira
Modelo de convite para batizado
  
Mandalas de grãos
Latinha


Kit lanchinho
Embalagem simples para biscoito
Caixinhas de papel com sachês perfumados
Biscoitinho da tarde
Embalagem simples para biscoito

Caixinha para DVD

Bloquinho para recados 
Capa para CD
Água de Passar 

Todas as imagens são de propriedades de Sheila Sampaio.

sábado, 10 de novembro de 2012

O que você deixou de fazer?



"Em algumas tribos xamânicas, se você chegar ao curandeiro se queixando de desânimo, de depressão, ele irá te fazer 6 perguntas: 

- quando você parou de dançar?
- quando você parou de cantar? 
- quando você parou de acreditar? 
- quando você parou de se encantar pelas estórias?
- quando você parou para silenciar? 
- quando você parou de amar?"

Imagem retirada da internet

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Cinco Atitudes Eficientes Para se Curtir Mais

Hoje eu estava na livraria e encontrei um livro que achei bem interessante o título - "Não Comi, Não Rezei, Mas me Amei", me pareceu uma analogia ao Comer, Rezar e Amar de Elizabeth Gilberth, e quando eu fui dá uma olhada em seu conteúdo, a autora fala um pouco sobre o livro de Gilberth, como eu já havia lido Comer, Rezar e Amar, continuei então minha leitura, o livro de Rao é bem interessante, ela traz relatos de sua busca pessoa para melhora de sua auto estima, o que na verdade também tem haver com o livro de Gilberth, a busca do autoconhecimento ou o caminho da individuação como cita Jung, quando cheguei em casa queria conhecer um pouco mais sobre a autora, e fui então pesquisar na internet e encontrei várias coisas bacanas, resolvi então trazer algumas dicas que ela traz em um dos seus artigos, espero que façam bom proveito, quanto ao livro, quero lê-lo inteiro ainda.


1- Pare com essa “Síndrome de Hardy”, aquela hiena do desenho animado que vivia reclamando da vida. Olhe as coisas sob um prisma mais positivo. Quando você muda sua vibração, as coisas mudam automaticamente para você. E para melhor!

2- Chega de se detonar. Pratique o “hoje eu não vou me depreciar”.

3- Pare de se agarrar às pessoas e às coisas que a fazem sofrer. Se saiu de um relacionamento tóxico, agradeça a Deus e bola pra frente, nada de olhar par atrás!

4- “Desrejeite-se!” Ou seja: pare de sofrer porque foi rejeitada por alguém. Você certamente já rejeitou alguém também. Faz parte da vida. Não dê tanta importância a isso.

5- Não tem tu, vai “eu” mesmo. Pare de sofrer porque você não tem um companheiro. Namore com você mesma gostosamente. Saia, dance, vá ao cinema, faça massagem, cozinhe para você e diga sempre antes de dormir: “Eu vou cuidar de você!”.
Diminuindo a sua carência fica mais fácil atrair alguém legal.

Fonte

Ensinamentos Dalai Lama







Veja também, ensinamentos de Carl G.Jung, Chico Xavier, Mahatma Ghandi

Imagens retiradas da internet

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...