Seguidores

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Ver

Ver é entrar no mundo interno de si mesmo. 


Ver significa dissipar todas as ilusões de quem vc é.



A mente não reconhece a si mesma. Ela precisa do outro para se sentir amada.


A simples menção do encontro nos apavora. Por outro lado encontrar faz com que tenhamos coragem de ser quem somos. Experimente encontrar aquilo que vc busca se responsabilizando pela sua capacidade de agir e responder pelas suas proprias criações

Não fazemos nenhuma pergunta que já não saibamos a resposta. Quando há dúvidas, vc já é a sua propria resposta.

Ser livre é uma escolha que assusta a sua mente. Quando foca no amor, suas escolhas ganham consciencia e ai vem a felicidade. O ser acontece. Apenas caminhe e deixe as respostas virem no tempo certo para vc assumí-las e não distorcê-las com a mente.

As distrações da consciência sempre nos causam dor e sofrimento e se as escolhas que movimentam a sua vida te causam dor e sofrimento, dê passagem, pois o sofrimento é simplesmente um hábito. Vc pode até sentir o que está sentindo, se vc está com raiva deixe sentir esta raiva. Se vc se permitir sentir o que vc está sentindo sem condenações, suas emoções se dissipam. Observe-se distanciado da situação, observe a reverberação da emoção em seu corpo, pois o corpo é um mapa de navegação sobre o acontece com o seu ser. O drama que vc cria ganha vilões e vitimas como a morte do corpo físico.

Experimente ser além do corpo e das suas emoções e vc descobrirá o caminho que te conduz ao coração.
Este é o caminho do verdadeiro Ser.


By: Sthan Xannia Tehuan Tepelt



A Tempestade


"O pássaro e o homem tem essências diferentes. 

O homem vive à sombra de leis e tradições por ele inventadas; o pássaro vive segundo a lei universal que faz girar os mundos. 


Acreditar é uma coisa; viver conforme o que se acredita é outra. 
Muitos falam como o mar, mas vivem como os pântanos. 
Muitos levantam a cabeça acima dos montes, mas sua alma jaz nas trevas das cavernas. 
A civilização é uma arvore idosa e carcomida, cujas flores são a cobiça e o engano e cujas frutas são a infelicidade e o desassossego. 



Deus criou os corpos para serem os templos das almas. 
Devemos cuidar desses templos para que sejam dignos da divindade que neles mora. 
Procurei a solidão para fugir dos homens, de suas leis, de suas tradições e de seu barulho. 



Os endinheirados pensam que o sol e a lua e as estrelas se levantam dos seus cofres e se deitam nos seus bolsos. 
Os políticos enchem os olhos dos povos com poeira dourada e seus ouvidos com falsas promessas. 
Os sacerdotes aconselham os outros, mas não aconselham a si mesmos, e exigem dos outros o que não exigem de si mesmos. 



Vã é a civilização. E tudo o que está nela é vão. 
As descobertas e invenções nada são senão brinquedos com a mente se diverte no seu tédio. 
Cortar as distâncias, nivelar as montanhas, vencer os mares, tudo isso não passa de aparências enganadoras, que não alimentam o 
coração e nem elevam a alma. 



Quanto a esses quebra-cabeças, chamados ciências e artes, nada são senão cadeias douradas com os quais o homem se acorrenta, deslumbrados com seu brilho e tilintar. 
São os fios da tela que o homem tece desde o inicio do tempo sem saber que, quando terminar sua obra, terá construído a prisão dentro da qual ficará preso. 



Uma coisa só merece nosso amor e nossa dedicação, uma coisa só... 
É o despertar de algo no fundo dos fundos da alma.
Quem o sente não o pode expressar em palavras. 
E quem não o sente, não poderá nunca conhecê-lo através de palavras. 

Faço votos para que aprendas a amar as tempestades em vez de fugir delas".

Kahlil Gibran

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A Idade de Ser Feliz


Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.



Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.



Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores



tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.



Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.


Fonte
. desconheço o autor do poema acima, se alguém conhecer, por gentileza nos comunique.
. imagem retirada por mim Sheila Sampaio Neto.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Trabalhando

Hoje resolvi postar aqui alguns dos trabalhos manuais que eu tenho feito em minha casa, confesso que ao finalizar cada um desses trabalhos eu fico curtindo o resultado e penso que realmente é uma oportunidade que eu tenho de me envolver comigo.

Para quem se interessar e quiser adquirir alguns desses trabalhos e também desenvolver outros projetos, pode entrar em contato comigo pelo e-mail sheila21julho@gmail.com ou pelo tel (027) 9268-6365, você ainda pode acessar o blog ARTEVIDA5 e curtir a página do FACEBOOK/ARTEVIDA55.

Obs.: no final do anúncio você pode verificar outras novidades, para quem mora na grande Vitória/ES pode fazer a retirada em mãos.  
Obrigada a todos, nos encontramos por aí, abraços fraternos.

Porta Recadinho de geladeira
Modelo de convite para batizado
  
Mandalas de grãos
Latinha


Kit lanchinho
Embalagem simples para biscoito
Caixinhas de papel com sachês perfumados
Biscoitinho da tarde
Embalagem simples para biscoito

Caixinha para DVD

Bloquinho para recados 
Capa para CD
Água de Passar 

Todas as imagens são de propriedades de Sheila Sampaio.

sábado, 10 de novembro de 2012

O que você deixou de fazer?



"Em algumas tribos xamânicas, se você chegar ao curandeiro se queixando de desânimo, de depressão, ele irá te fazer 6 perguntas: 

- quando você parou de dançar?
- quando você parou de cantar? 
- quando você parou de acreditar? 
- quando você parou de se encantar pelas estórias?
- quando você parou para silenciar? 
- quando você parou de amar?"

Imagem retirada da internet

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Cinco Atitudes Eficientes Para se Curtir Mais

Hoje eu estava na livraria e encontrei um livro que achei bem interessante o título - "Não Comi, Não Rezei, Mas me Amei", me pareceu uma analogia ao Comer, Rezar e Amar de Elizabeth Gilberth, e quando eu fui dá uma olhada em seu conteúdo, a autora fala um pouco sobre o livro de Gilberth, como eu já havia lido Comer, Rezar e Amar, continuei então minha leitura, o livro de Rao é bem interessante, ela traz relatos de sua busca pessoa para melhora de sua auto estima, o que na verdade também tem haver com o livro de Gilberth, a busca do autoconhecimento ou o caminho da individuação como cita Jung, quando cheguei em casa queria conhecer um pouco mais sobre a autora, e fui então pesquisar na internet e encontrei várias coisas bacanas, resolvi então trazer algumas dicas que ela traz em um dos seus artigos, espero que façam bom proveito, quanto ao livro, quero lê-lo inteiro ainda.


1- Pare com essa “Síndrome de Hardy”, aquela hiena do desenho animado que vivia reclamando da vida. Olhe as coisas sob um prisma mais positivo. Quando você muda sua vibração, as coisas mudam automaticamente para você. E para melhor!

2- Chega de se detonar. Pratique o “hoje eu não vou me depreciar”.

3- Pare de se agarrar às pessoas e às coisas que a fazem sofrer. Se saiu de um relacionamento tóxico, agradeça a Deus e bola pra frente, nada de olhar par atrás!

4- “Desrejeite-se!” Ou seja: pare de sofrer porque foi rejeitada por alguém. Você certamente já rejeitou alguém também. Faz parte da vida. Não dê tanta importância a isso.

5- Não tem tu, vai “eu” mesmo. Pare de sofrer porque você não tem um companheiro. Namore com você mesma gostosamente. Saia, dance, vá ao cinema, faça massagem, cozinhe para você e diga sempre antes de dormir: “Eu vou cuidar de você!”.
Diminuindo a sua carência fica mais fácil atrair alguém legal.

Fonte

Ensinamentos Dalai Lama







Veja também, ensinamentos de Carl G.Jung, Chico Xavier, Mahatma Ghandi

Imagens retiradas da internet

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

domingo, 28 de outubro de 2012

Dicas para Elevar Sua Auto-Estima

trabalho realizado na empresa VentLogos no ano de 2010-2011 O que é auto-estima?
É a opinião e o sentimento que cada pessoa tem por si mesma.
É ser capaz de respeitar, confiar e gostar de si. 
Melhor caminho para o autoconhecimento: diálogo interno.


Características da baixa auto-estima:
- insegurança
- inadequação
- perfeccionismo
- dúvidas constantes
- incerto do que se é
- sentimento vago de não ser capaz de realizar nada - depressão
- não se permite errar
- necessidade de agradar
- aprovação
- reconhecimento

O que diminui a auto-estima?
- críticas e autocríticas
- culpa
- abandono
- rejeição
- carência
- frustração
- vergonha
- inveja
- timidez
- insegurança
- medo
- humilhação
- raiva
- principalmente: perdas e dependência (financeira e emocional)

Quando começa a se formar?
Na infância. A partir de como as outras pessoas nos tratam. Quando criança pode-se alimentar ou destruir a autoconfiança. Auto-estima baixa geralmente está relacionada a falsos valores. Crença que é necessária aprovação da mãe ou pai.

Para elevar a auto-estima é preciso:
- autoconhecimento
- manter-se em forma física (gostar da imagem refletida no espelho)
- identificar as qualidades e não só os defeitos
- aprender com a experiência passada
- tratar-se com amor e carinho
- ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança)
- manter diálogo interno
- acreditar que merece ser amado(a) e é especial
- fazer todo dia algo que o deixe feliz. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar.

Resultados da auto-estima elevada
- mais à vontade em oferecer e receber elogios, expressões de afeto
- sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem
- harmonia entre o que sente e o que diz
- necessidade de aprovação diminui
- maior flexibilidade aos fatos
- autoconfiança elevada
- amor-próprio aumenta
- satisfação pessoal
- maior desempenho profissional
- relações saudáveis
- paz interior

Por:
Rosemeire Zago
Psicóloga clínica com abordagem jungiana, especialização em psicossomática. 
fonte:

Alimentos Antioxidantes



Imagem retirada da internet

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O Melhor Dia


Sheila Sampaio Neto

 O melhor dia da sua vida é aquele em que você decide que a vida é sua. Sem desculpas ou pretextos. Ninguém para se apoiar, confiar, ou culpar. O dom é seu - é uma jornada incrível - e só você é responsável pela qualidade da mesma. Este é o dia em que sua vida realmente começa.


Bob Moawad



Imagem de propriedade de Sheila Sampaio Neto

terça-feira, 23 de outubro de 2012

O Sonho do Aposento Vermelho

O quarto vermelho, Henri Matisse - 1908

Pao Yu sonhou que estava num jardim idêntico ao de sua casa. Será possível - disse - que haja um jardim idêntico ao meu? Acercaram-se dele umas donzelas.Pao Yu, atônito, disse a si mesmo: "Alguém possuirá donzelas iguais a Hsi-Yen, a Pin-Erh e a todas as da casa?". Uma das donzelas exclamou: "Aí está Pao Yu. Como terá chegado até aqui?". Pao Yu pensou que o haviam reconhecido. Adiantou-se e lhes disse: "Estava caminhando e, por causalidade, cheguei até aqui. Caminhemos um pouco." As donzelas riram. "Que desatino! Te confundimos com Pao Yu, nosso amo, porém não és tão garboso como ele." Eram donzelas de outro Pao Yu. "Queridas irmãs" - lhes disse - "eu sou Pao Yu. Quem é vosso amo?". "É Pao Yu" - responderam.  "Seus pais lhe deram esse nome, composto dos caracteres Pao (precioso) e Yu (jade), para que sua vida fosse longa e feliz. Quem és tu para usurpar seu nome? E se foram rindo.

Pao Yu ficou abatido. "Nunca me trataram tão mal. Por que me detestaram as donzelas? Existirá, de fato, um outro Pao Yu? Tenho que averiguar". Movido por esses pensamentos, chegou até um pátio que lhe era familiar. Subiu a escada e entrou em seu quarto. Viu um jovem deitado; ao lado da cama, rindo, umas mocinhas realizavam tarefas domésticas. O jovem suspirava. Uma donzela lhe disse: "Que sonhas, Pao Yu? Estás aflito?". "Tive um sonho muito esquisito. Sonhei que estava em um jardim e que vocês não me reconheciam e me deixavam só. Eu as segui até a casa e me encontrei com outro Pao Yu dormindo em minha cama". Ao ouvir o diálogo, Pao Yu não se conteve e exclamou: "Vim em busca de um Pao Yu; és tu?". O jovem levantou-se e o abraçou, gritando: "Não era um sonho; tu és Pao Yu". Do jardim, uma voz chamou: "Pao Yu!". Os dois Pao Yu estremeceram.  sonhador se foi; o outro dizia: "Volta logo, ao Yu". Pao Yu despertou. Sua donzela Hsi-Yen lhe perguntou: "Que sonhavas, Pao Yu? Estás aflito?". Tive um sonho muito esquisito. Sonhei que estava em um jardim e que vocês não me reconheciam..." (GRIMBERG apud TSAO HSUE-KING, p.129, 2003).

Fonte
Grimberg. Paulo Luiz. Jung: O Homem Criativo. São Paulo: FTD, 2003. Coleção Por Outro Lado. 

Um Meio ou Uma Desculpa




Imagem retirada da internet

Pipoca no Combate ao Envelhecimento


Veja também A água e seus benefícios ,

Imagem retirada da internet

Tempo


O tempo é impensável sem o espaço, dizem cada um dos meus quadros. Meus relógios moles não são apenas uma imagem fantasista e poética do real, mas esta visão (…) é, com efeito, uma definição mais perfeita de tempo-espaço, que as mais altas especulações matemáticas possam dar”  (DALÍ, 1976)

Salvador Dalí - A Persistência da Memória, 1931

Fonte
http://profhelmafisica.wordpress.com/2011/03/14/salvador-dali-e-a-fisica/ acesso em 10/07/12
Imagem retirada da internet

Erros e Acertos


Imagem retirada da internet 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...